A cozinha é o lugar mais reconfortante da casa porque nele encontramos alimento para o corpo e para a alma. Deixe a Natureza entrar na sua e esqueça os produtos feitos pela indústria alimentícia em geral, que não coloca amor nesse ato nem está preocupada com a saúde do seu organismo e o de sua família!

Esse é um dos segredos de manter o bem-estar - não entregue essa função vital a terceiros - ponha a mão na massa, deixe a preguiça de lado e estabeleça como prioridade fazer a comida que vai mantê-lo longe das doenças!

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Seitan/carne de glúten/passo a passo


O seitan não é difícil de fazer e usamos como ingredientes apenas a farinha de trigo branca e água (1 quilo de farinha necessita de 3 xícaras de água).

Para ficar mais fácil a compreensão da receita, sigam a postagem das fotos com as respectivas dicas. Depois de pronto, o seitan pode virar bife, guisado, assado, almôndega, enfim, pratos em que tradicionalmente usa-se a carne de animais; a textura e o aspecto ficam bem parecidos - já enganei muita gente oferecendo como carne e foi aceito como tal... rs

Sove a farinha de trigo com a água até construir uma massa consistente, macia e homogênea. Faça uma bola e coloque dentro de uma vasilha com água que cubra toda a superfície da massa (água morna/tépida).


Deixe de molho no mínimo 6 horas ou faça à noite para cozinhar pela manhã.

Após esse período de descanso, coloque a massa dentro de uma peneira com uma vasilha por baixo, para servir de apoio e vá lavando sob um fio de água da torneira. Esprema a massa delicadamente com as mãos para que o amido vá saindo.



Enquanto a água estiver branca, é necessário continuar lavando e modelando o seitan com as mãos, sob o jato de água da torneira.


A massa reduz bastante de tamanho mas seu volume aumenta quando for cozido na pressão, reidratando-se. A tonalidade final é meio amarelada e a consistência é parecida com a da borracha, bem elástica e macia.

Colocamos o seitan na pressão (pode ser numa panela comum, mas o cozimento irá demorar mais tempo, pois os temperos precisam entranhar bastante na massa) com 4 beterrabas médias, uma cebola média, folhas de louro, orégano, shoyu, pimenta e azeite de oliva. Na pressão, o seitan deve cozinhar 30 minutos (o dobro e mais um pouco para a panela sem pressão).


Após a panela esfriar, abrimos a mesma e... voilá! Está prontíssimo o seitan para ser usado em suas receitas - refogadinho na cebola e no shoyu fica uma delícia, vira estrogonofe, recheio para uma torta salgada, recheio de panquecas e pode ser cortado na forma que desejarmos: em fatias, em pedaços grandes para um assado, triturado num moedor para virar guisado, um burguer para o xis, enfim, use a imaginação, pois o seitan é como uma massa de modelar que se transforma em qualquer coisa em suas mãos!



36 comentários:

Tassiana disse...

Oi Vera!
Aqui em casa a gente compra o seitan pronto e é caríssimo. Nunca me animei a fazer porque achava que era complicado e que dava muito trabalho. Mas com o seu passo a passo me enchi de coragem. Com certeza vou experimentar.
Obrigada.
Beijão,
Tassiana

Vera Falcão disse...

Tassiana, como uma coisa feita com farinha e água pode ser caríssima? hehe
Faça e vc vai ver que é muito simples, o passo mais importante é lavar bem para tirar todo o amido.
Hoje fiz no almoço um macarrão com seitan refogado com cebola e azeitonas, ficou ótimo, depois posto as fotos, bjo!

Tassiana disse...

Pois é Vera, são os absurdos do capitalismo (rss). Fiz o seitan aqui em casa e deu certo, mas na hora que estava preparando fiquei com algumas dúvidas. Os temperos que vc cozinha junto são batidos no liquidificador (beterraba, louro, etc) ou são picados? Se eu fizer com farinha integral é melhor em termos nutricionais?
Beijo,
Tassiana

Karen disse...

Oi Vera!

O seitan só pode ser feito com farinha de trigo branca? Não pode-se usar a farinha de trigo integral?

Beijos e obrigada pela receita!
Karen

Vera Falcão disse...

Tassiana, os temperos vão inteiros para a panela, com água suficiente que apenas cubra o seitan e eles (como na foto).
Quanto ao uso de farinha integral ou branca (refinada) - a resposta serve também para a Karen: O glúten é uma substância composta por duas proteínas que, juntas, representam 85% das proteínas da farinha. É a parte glutinosa, aglutinadora do trigo. A ideia, ao fazer o seitan, é conservar apenas essa proteína, eliminando o amido. No caso da farinha integral, que é uma farinha feita a partir do grão inteiro do trigo, a presença da casca enfraquece a ação do glúten. E na lavagem, os farelos também serão eliminados.
Além da questão econômica: para fazer um quilo de seitan são necessários 4 quilos de farinha integral ou 350 g de farinha de glúten (branca). E o processo acontece bem mais rápido.
Experimentem a adição de uma pequena parte de farinha integral (20%), que tal?
E para aproveitarmos também o germe e os nutrientes do trigo, podemos germiná-lo, plantar a grama, fazer pães e massas com a farinha integral, que são mais "pesados" porém mais interessantes do ponto de vista nutricional. Pode-se tb adicionar uma pequena porção da farinha branca nesses preparos, o que os deixará mais "fofos".

Beijos às duas!

Tassiana disse...

Obrigada pelas dicas, Vera!
Beijo

Delirium disse...

Olá Vera, quanto de shoyu você usou?? Obrigada

Vera Falcão disse...

De 4 a 5 colheres de sopa, para dar a cor e também salgar - a beterraba também ajuda a colorir.

Delirium disse...

Obrigada, vou fazer hoje na janta para experimentar =) E te enviei um email pelo email cadastrado no nlog, não sei se viu...

Lia Drumond disse...

Ai, adorei a simplicidade da receita! Beijos e obrigada!

Vera Falcão disse...

Oi, Lia, vi lá no teu perfil que também és vegetariana e jornalista e espero que gostes igualmente de fazer e comer uma receita com seitan!
Beijo!

Carol Balan disse...

Vera!! Bem que você falou que é fácil fazer o seitan!! Com certeza eu vou tentar! Meu marido ainda acha bastante absurdo seguir uma dieta vegetariana, então vou fazer e não vou falar que não é carne pra ter uma opinião sincera!! hahahah Beijos

Vera Falcão disse...

Fica uma delícia no estrogonofe, bem picadinho e refogado com os tomates e cebolas e em lugar de usar creme de leite na finalização, usa leite de coco... beijo!

Carol Balan disse...

Adorei a ideia do estrogonofe, Vera! Meu seitan está de molho e vou fazer o teste para o jantar! Tomara que todos gostem! Beijos

Vera Falcão disse...

Tomara mesmo, boa sorte e me conta depois, beijo!

Anônimo disse...

Oi Vera, tudo bem? Gostaria de saber se o seitan pode ser guardado ou até congelado, ou se o melhor mesmo é fazer apenas o suficiente para o consumo imediato.
Obrigada!

Carla

Vera Falcão disse...

Carla, costumo fazer para consumo imediato, mas ele dura uma semana na geladeira, guardado num pote bem fechado e pode ser congelado por 3 meses.

Patrícia disse...

Bom dia Vera! Preciso de ajuda, pois meu seitan está desmanchando inteirinho.
Eu coloquei ele de molho ontem as 15hs da tarde e as 7hs de hoje fui lavá-lo e ele desmanchou. Coloquei água morna na farinha para sová-lo, já que não tinha especificado e depois para colocá-lo de molho vc pede para por água morna. Me ajuda tem como consertá-lo??
Obrigada bjs

Vera Falcão disse...

Patrícia, infelizmente não tem... Tu errastes ao colocar água morna na hora de sovar, é como na sova de pão, a água sempre é na temperatura ambiente (fria). Se não for assim, especifica-se se é morna, gelada ou quente, como fiz a seguir, na receita: deixamos a massa pronta, de molho, em água morna. E a farinha, usastes da comum? Nunca me aconteceu isso... lamento.

Vera Falcão disse...

Ou será que tu dizes que ele desmanchou porque diminui bastante de tamanho e muito da farinha se vai?

Elias disse...

Oi Vera ! Muito legal o teu blog, muito importante a divulgação da forma de fazer o seitan passo a passo. Para obter mais opçoes de sabores e qualidades nutricionais pode-se misturar a farinha de trigo com farinha de grao de bico, farinha de feijao branco ou de quinoa etc...e depois procede-se da mesma forma. Talvez fique um pouco menos elastico, mas o sabor é muito interessante e amplia a variedade de carnes vegetais. Usando a farinha de grao de bico, sugiro colocar tomate ou molho de tomate na água do tempero. Fica muito interessante. Experimente ! Tudo de bom Elias

Vera Falcão disse...

Olá, Elias! Não experimentei adicionar outras farinhas ao seitan, uso a receita tradicional. Mas vou fazer um teste, obrigada pela dica.

Anônimo disse...

Gente eu fiz, mas coloquei agua até a massa ficar nadando kkkk deixei da noite até pela manhã e se desmanchou tudo não deu liga, agora fiz novamente com a quantidade de agua suficiente para sovar a massa e deu certo.

Vera Falcão disse...

Proporção um quilo de farinha/3 xícaras de água - não tem erro! Estavas distraído(a)? hehe

IESDA FAUZI disse...

VERA MORRO DE VONTADE DE FAZER O SEITAN MAS TENHO MUITO MEDO DE NAO ACERTAR , A FARINHA QUE USA É A FARINHA DE TRIGO NORMAL DE FAZER PAO ?

Vera Falcão disse...

Oi, Iesda, te garanto que o seitan não morde! hahahaha Desculpe a brincadeirinha, mas não resisti, é muito fácil fazê-lo, não tema! Eu acertei na primeira vez que fiz, basta seguir fielmente os passos da receita. Use a farinha de trigo branca, a mesma que usamos para o pão. Abraço!

disse...

Adorei!!! Obrigada irei fazer, pois a muito tempo quero agregar a alimentação natural a alimentação da minha família!!!!

Vera Falcão disse...

Oi,Rê, o seitan é uma boa opção para quando queremos fazer um prato diferente, principalmente "imitar" aqueles que tradicionalmente levam a carne, como o estrogonofe, o guisadinho e os bifes. Abraço!

Anônimo disse...

Fiz strogonoff com seitan e leite de aveia, ficou ótimo!

Anônimo disse...

Aqui onde moro não encontro o glúten puro, sua receita foi um achado! Sou vegetariana há pouco mais de três meses, e minha filha também resolveu abolir o consumo de carne. Viajarei hoje e vou deixá-la na casa da avó, que apoiou a decisão, mas não quero que ela tenha tanto trabalho para alimentar a neta. Obrigada!

Renata Bonamigo disse...

Olá, fiz a receita, mas estou com uma dúvida. O seitan depois de pronto ficou muito esponjoso e aerado, é assim mesmo? Achei estranho, pois já comi em restaurantes e era bem mais consistente, e pelas tuas fotos parece que não ficou tão esponjoso. Ele absorveu bastante a água do cozimento, como uma esponja mesmo. Será que fiz algo errado? Na hora pensei que devo ter lavado demais, mas não faço ideia do que seja hehehe. Parabéns pelo blog, descobri na semana passada e adorei!

Rita de Cássia Martins Simões disse...

Boa noite!
Estou adequando minha dieta para vegetariana e amei sua receita. Fiz e acertei de primeira! Irei testar outras receitas postadas.

Abraços,

Rita.

Anônimo disse...

PENSEI QUE FOSSE MAIS DIFICIL, VISITEI VARIOS BLOGS COMA RECEITA DE SEITAN MAS TODAS ERAM MUITO COMPLICADAS, JA ESSA E SUPER FACIL, VOU TENTAR FAZER SE DAR CERTO AVISO, BEIJOS.

Nana Claudia disse...

Muito simples, um pouco demorado. Tá no fogo, depois conto!

Vera Falcão disse...

A receita é muito simples, deixo de molho à noite e cozinho pela manhã. Aguardo os comentários de vocês, Nana Claudia e Anônimo, pra saber se tiveram êxito ou não fazendo o seitan! Abraço!

Luciana Miv disse...

Oi Vera. Fiz o seitan para o Natal. ficou divino. Cozinhei como vc explicou (somente na hora de lavar para mim ficou mais facil fazer fora da peneira, como fiz duas receitas, arrisquei a segunda sem usar a peneira, Achei mais rapido e mais facil de sair o amido). Então, apos cozinhar, cortei em tiras, coloquei em assadeira com batatas e abacaxi e levei ao forno para secar o caldo. ficou divino. acompanhei com farofa de banana e ameixas. a segunda receita adicionei vinho. meu marido preferiu sem, eu amei as duas. rs. notei que com um dia de cozido o tempero pega bem.